mensagem
A luz está, no Génesis no início de tudo: "Deus disse: "Faça-se a luz!" E a luz foi feita. Deus viu que a luz era boa, e separou a luz das trevas." (Gen. 3-4). A Bíblia não é um livro de ciência. mas hoje os cientistas sabem que o Big Bang foi uma explosão de luz. E sabem também que praticamente tudo o que lhes é dado saber sobre o Universo é conseguido através da luz.
Carlos Fiolhais

  • 05 de maio de 2016
    • Mensagem CRSI
    • Reunião Geral da Comunidade Educativa
    • C.M. de Anadia apela à manutenção da elevada qualidade da oferta educativa
    • Direito à liberdade de Educação? (Por Adão da Fonseca)
  • 06 de maio de 2016
    • Mensagem Pe. Nuno Santos
    • CRSI, 20 valências = 20 valores
    • A perspetiva dos pais na escolha do estabelecimento de ensino para os seus educandos no CST
    • Sr. ministro, respeite a escolha das famílias (Por Alexandre Homem de Cristo)
  • 07 de maio de 2016
    • Mensagem de João Asseiro, Presidente da APCRSI
    • Cordão Humano em "Defesa da escola" entre o CRSI e CST
    • Ricardo Rio, Presidente da CM Braga, em entrevista ao Porto Canal [video]
    • Neste país é mesmo difícil encontrar um liberal (Por José Manuel Fernandes)
  • 08 de maio de 2016
    • Mensagem de Célia Mendes, Professora
    • Mega-abraço pela liberdade de escolha [video]
    • Um abraço com dois mil braços, em forma de cordão humano... [revista de imprensa]
    • Morte anunciada ao ensino privado? (Por Jorge Cotovio, Secretário Geral da APEC)
  • 09 de maio de 2016
    • Mensagem de Rodrigo Queiroz e Melo
    • Funcionários e Encarregados de Educação do CRSI reunidos para uma contextualização dos CA's
    • Colégios jesuítas com contrato de associação em risco
    • Interesses totalitários (Por João César das Neves)
  • 10 de maio de 2016
    • Fernando Adão da Fonseca, FLE
    • Professor, o foco do sistema de ensino finlandês
    • FNE rejeita medidas que promovem desemprego no setor privado da Educação
    • A destruição de valor continua (Por Joaquim Azevedo, CNE)
  • 11 de maio de 2016
    • Mensagem de Rodrigo Queirós e Melo, AEEP
    • Representantes de colégios, professores e familiares de alunos reuniram cem mil cartas de protesto
    • Os Contratos de Associação como um meio para a Liberdade de Escolha
    • Chular o Estado (Vital Moreira) e Carta aberta de Mário Pinto a Vital Moreira
  • 12 de maio de 2016
    • Mensagem de Henrique Monteiro
    • Debate "Contratos de Associação no Séc. XXI" [convite]
    • Testemunho de uma mãe que teve que mudar o seu filho de escola no 4º ano
    • Há princípios irrenunciáveis (por Mário Pinto)
  • 13 de maio de 2016
    • Mensagem da CONFAP
    • Defesa da Escola [Ponto], 10ºA1 CRSI [video]
    • Comunicado do Conselho Presbiteral de Braga sobre a liberdade de educação
    • Há princípios irrenunciáveis(por João Carlos Espada)
  • 14 de maio de 2016
    • Mensagem Inicial
    • Patriarca defende «justo financiamento» de escolas não estatais [video]
    • Estado e liberdade de ensino
    • Caramba! Desculpem-me a grosseria, mas é caso para isso(por Mário Pinto)
  • 15 de maio de 2016
    • Mensagem Inicial
    • Patriarca defende «justo financiamento» de escolas não estatais [video]
    • Estado e liberdade de ensino
    • Liberalismo e jacobinismo, a propósito da liberdade de aprender (por Rodrigo Adão da Fonseca)
  • 16 de maio de 2016
    • Mensagem de Manuela Ferreira Leite
    • "Contratos de Associação no Séc. XXI"
    • Educação pública e privada (por Dantas Rodrigues)
    • Governo deve respeitar e honrar os compromissos (por Ana Rita Bessa)
  • 17 de maio de 2016
    • Mensagem de Michael Seufert
    • Uma precipitação clara que de resto não é a primeira na área da educação
    • "Contratos de Associação no Séc. XXI".
    • Bora lá então falar da escola pública (por João Taborda da Gama)
  • 18 de maio de 2016
    • Mensagem de Assunção Cristas
    • Visão [imagem]
    • Direção Regional de Educação, dez anos depois
    • Contratos de associação: um debate hipócrita (por Alexandre Homem Cristo)
  • 19 de maio de 2016
    • Mensagem de Luís Marinho
    • Governo não vai abrir novas turmas em metade dos colégios com contrato de associação
    • Em cada aluno, mora uma pessoa única!
    • Liberdade de aprender e ensinar (por Guilherme d'Oliveira Martins)
  • 20 de maio de 2016
    • Mensagem Inicial
    • Deixem-me estudar na escola que eu gosto
    • Há quem queira o monopólio estatal do ensino. Eu sou contra!
    • O poderoso lóbi do Ministério da Educação (por Henrique Monteiro)
  • 21 de maio de 2016
    • Mensagem de Rodrigo Adão da Fonseca
    • O conceito de "serviço público de educação" deve ser abrangente, responsável e integrado, envolvendo as diversas iniciativas
    • A liberdade de ser estúpido
    • A escola pública e a difícil relação da nossa esquerda com a liberdade (Por José Manuel Fernandes)
  • 22 de maio de 2016
    • Mensagem de Maria do Carmo Seabra
    • Redução do número de turmas em Contrato de Associação
    • Projeto de estudo sobre custos de ensino público e particular chumbado
    • Avé Estado (por Miguel Copetto)
  • 23 de maio de 2016
    • Mensagem de Ana Rita Bessa
    • Brincadeira de mau gosto!
    • Liberdade de Educação
    • A escola pública e o colégio privado (por José Miguel Sardica)
  • 24 de maio de 2016
    • Mensagem de Maria João Marques
    • [Galeria de fotos]
    • E se o CAIC fechar [video]
    • O ensino privado é um toalhete Kleenex (por José Miguel Júdice)
  • 25 de maio de 2016
    • Mensagem de Alexandre Homem Cristo
    • A morte da Arcorensis
    • Parece que o Estado não é pessoa de bem
    • Um país onde se fala ao contrário (por Helena Matos)
  • 26 de maio de 2016
    • Mensagem de Paulo Barradas
    • Saiu o estudo de rede: Pobres na escola pública e ricos na escola privada!
    • Dinheiro comum
    • Quer extinguir-se a escola privada, pondo uma pública ao lado (por Roberto Carneiro)
  • 27 de maio de 2016
    • Citação de Rita Rato (PCP, 19.1.2011)
    • PCP, em defesa dos contratos de associação (em 2011).
    • Do enorme peso dos contratos de associação no orçamento da Escola Pública
    • O ataque soviético contra os contratos de associação (por André Alves)
  • 28 de maio de 2016
    • Citação de Carlos Sabbi
    • "manif"
    • Corte nos colégios. "Medida tem más razões de caráter"
    • A difícil relação da esquerda (alguma) com a liberdade (por José Manuel Fernandes)
  • 29 de maio de 2016
    • Citação de David Justino
    • Colégios manifestam-se este domingo em Lisboa
    • Olha, o Ministério da Educação não sabe fazer contas de somar
    • O estado contra as pessoas (por Michael Seufert)
  • 30 de maio de 2016
    • Citação de D. Manuel Clemente
    • "manif" [galeria de fotos]
    • Contratos de associação, o processo da sua extinção e o bem comum
    • OMandai-nos nus pela rua, mas deixai-nos educar os nossos filhos (por Fernando da Fonseca)

ser luz no mundo de hoje
Quando falamos do estudo do fenómeno físico “a luz”, temos de recuar uns 150 anos e fazer vénia a gigantes intelectuais, figuras extraordinárias em qualquer século, como Lord Kelvin, que nos ofereceram teorias novas e outras reinventadas sobre este fenómeno, até chegarmos, à física moderna (física quântica), algo mais holístico, com uma visão diferente do mundo e dos fenómenos atómicos e, também, com a incerteza. Richard Feynman, outro físico notável, assegurava que ninguém entendia a mecânica quântica. E, quanto a Albert Einstein: “quando abro a porta de uma nova descoberta já encontro Deus lá dentro”.
Para além do fenómeno físico, "a luz" é transcendência. Por isso Carlos Fiolhais num texto exclusivo publicado na nossa newsletter de maio, relacionou a transcendência e a (tecno)ciência desta forma: “A Bíblia não é um livro de ciência, mas hoje os cientistas sabem que o “Big Bang” foi uma explosão de luz. E sabem também que praticamente tudo o que lhes é dado saber sobre o Universo é conseguido através da luz.”

A comemorar o centenário de uma das teorias físicas mais formidáveis da história da humanidade - aliás, a maior de todas -, vem-nos à memória, do mesmo autor, uma outra definição de luz: “A luz é a sombra de Deus”.
Na verdade, Einstein estava a citar o poema, “Lux Est Umbra Dei” de John Symonds e uma viagem metafórica pela luz e pela ausência da mesma, pelos dias de sol e pelos dias cinzentos, quando a luz da razão “não consegue iluminar suficientemente o futuro [... e ...] tudo se torna confuso: é impossível distinguir o bem do mal, diferenciar a estrada que conduz à meta daquela que nos faz girar repetidamente em círculo, sem direção” (Lumen Fidei 3).
“Ser luz no Mundo de hoje” é o desafio constante de, em dias cinzentos, procurarmos a luz que está dentro de nós. Não encontraremos, com certeza, a luz física de Maxwell, unificada pela eletricidade e pelo magnetismo, antes a luz que recebemos no Batismo, a mesma que no passado iluminou Isabel de Aragão, as Irmãs de S. José de Cluny e o nosso Colégio. Uma luz forte, infinita, intangível, unificadora, renovada a cada tempo que passa e sem tempo presente, que nos leva, em 2016, aos 500 anos da Beatificação da Rainha Santa, aos 120 anos do estabelecimento da comunidade de São José de Cluny em Coimbra e, finalmente, ao 75º aniversário do nosso edifício Central, um farol com muros escurecidos de ouro velho, onde o perpassar da luz cimenta a formação para o humanismo, para solidariedade e para o cristianismo.
Fiat Lux, pasl, set.2015


























Não, Morte, tu és uma sombra! Mesmo tão leve

É nada mais que a sombra do invisível Deus,

E deste espectro a sombra é escassa Noite,

Velando a terra onde os nossos pés pisaram;

Então tu és a sombra dessa vida,

Em si mesma o pálido e insubstancial espectro

É Deus vivo, pleno de amor e luta

Que em todo o universo a Si mesmo tem criado:

E a noite tão frágil, seguindo o voo da terra,

Obscurece o mundo que inspiramos, por um tempo,

Então, Tu, o reflexo do nosso nascimento mortal,

Vela a vida na qual estamos a chorar e sorrir:

Mas quando ambos, a Terra e a vida, são jogados para longe,

Que lugar sombrio pode nos ocultar do dia imortal de Deus?
registo na apcrsi
A Associação de Pais dos Alunos do Colégio da Rainha Santa Isabel, tem por finalidade promover o diálogo permanente entre os Pais e o Colégio com vista a uma maior conjugação de esforços no campo educacional.
Para conhecer os principais marcos da nossa actividade, registe-se (aqui).
facebook
Se pertence à comunidade educativa do CRSI, para aceder ao facebook da apcrsi basta fazer um pedido de amizade (aqui)

O termo voluntariado é utilizado para designar um conjunto de ações de interesse social e comunitário em que toda a atividade desempenhada reverte a favor do bem-comum. Nesse exercício de cidadania em benefício da comunidade, reverte para o indivíduo o potencial transformador que tais atitudes e comportamentos representam na sua valorização humana.

A Associação de Pais do Colégio da Rainha Santa Isabel tem por finalidade promover o diálogo permanente entre os Pais e o Colégio com vista a uma maior conjugação de esforços no campo educacional.

Site desenvolvido pela APCRSI e otimizado para Google Chrome, Mozilla Firefox e Safari